Brasil 24/7

Clique para compartilhar o link do texto original


Segundo o colunista Lauro Jardim, novidades na investigação do caso Marielle apontam que o porteiro que prestou depoimento e anotou no livro o número 58 (o da casa de Jair Bolsonaro) não é o mesmo que fala com o PM reformado Ronnie Lessa (dono da casa 65) no áudio divulgado pelo vereador em um vídeo nas redes sociais

[...]

Leia o texto completo em Brasil 24/7