Carta Capital

Clique para compartilhar o link do texto original

O Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lançou na segunda-feira 14 sua nova campanha promocional: “The King of Rolê” ou “O Rei do Rolê”. O concurso internacional vai escolher um estrangeiro, pela internet, disposto a passar 30 dias viajando por diferentes regiões do país. O tour ainda reservará ao felizardo um encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

Para concorrer, os interessados (que devem ser estrangeiros nato) devem gravar um vídeo com até 1 minuto respondendo à pergunta: “O que uma experiência de 30 dias no Brasil significaria para você?”. Após a gravação, deverá enviar o vídeo para o YouTube e registrar no site da campanha.

[...]

Além disso, para confirmar sua participação, o inscrito deverá compartilhar o vídeo da campanha em suas mídias sociais com a hashtag #30DaysInBrazilForFree, e pedir aos seus amigos que o ajudem para uma maior visibilidade. As inscrições vão até o dia 20 de novembro.

Segundo a equipe de marketing da Embratur, a ideia da campanha é promover uma espécie de reality show e fortalecer o turismo do Brasil no exterior, motivo pelo qual o vencedor será acompanhado por uma equipe de vídeo e filmado do início ao fim da viagem. Os episódios serão divulgados nas redes sociais e no site criado para a campanha.

A ação terá um custo de produção de 3 milhões, segundo a Embratur, e terá o apoio de companhias aéreas brasileiras e entidades hoteleiras. A proposta é que o turista esteja no Brasil durante o Carnaval do próximo ano e faça um tour pela festa no Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia e São Paulo.

A promoção visa os países que tiveram os vistos liberados para entrada no Brasil: Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão. Na Europa, a ação atingirá Portugal, Espanha, Alemanha, Itália e França, além da Rússia. Além disso, o objetivo é atrair, também, visitantes do Cone Sul, como Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai.

The post Campanha da Embratur oferece como prêmio encontro com Bolsonaro appeared first on CartaCapital.

Leia o texto completo em Carta Capital