GGN / Luis Nassif

Clique para compartilhar o link do texto original

Eduardo precisaria “estudar como fazer” um novo AI-5, diz General Heleno

Para general, se protestos no Brasil um dia chegarem ao nível do que ocorre hoje no Chile, “é lógico que tem de fazer alguma coisa para conter””

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, afirmou nesta quarta (31), durante entrevista exclusiva ao Estadão, que “um novo AI-5” em resposta a eventuais protestos de massa contra Jair Bolsonaro deveria ser “estudado”, porque o “regime democrático” impõe que um proposta dessa passe “em um monte de lugares”.

[...]

Heleno foi contatado pelo Estadão após a repercussão negativa da entrevista em que Eduardo Bolsonaro defende um “novo AI-5” contra o que chamou de “radicalização” da “esquerda”. De acordo com o jornal,o general não repudiou, nem nenhum momento, a declaração de Eduardo nem rechaçou a possibilidade de recriar o AI-5.

Heleno disse apenas que aprovar um AI-5 hoje seria “complicado”, porque até o projeto anticrime de Sergio Moro tem tido dificuldade para passar no Congresso. “O pessoal não quer, não quer nada que possa organizar o País.”

Segundo Heleno, o AI-5 não “é assim, vou fazer e faz”, mas considerou que se os protestos no Brasil um dia chegarem ao nível do que ocorre no Chile, “é lógico que tem de fazer alguma coisa para conter”. “Se ele [Eduardo] falou [em AI-5], tem de estudar como fazer, como vai conduzir”, opiniou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia o texto completo em GGN / Luis Nassif