Jornalistas Livres

Clique para compartilhar o link do texto original

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), realizou nesta quinta-feira (17) sua 22ª Plenária Nacional em São Luís (MA). A atividade ocorreu durante o 4º Encontro Nacional pelo Direito à Comunicação (4ENDC), que acontece até o dia 20 de outubro na mesma cidade. A Plenária trouxe como eixos principais a organização dos Comitês Regionais do FNDC, as atividades da campanha Calar Jamais! nos estados; e as finanças do FNDC.

Os comitês regionais e entidades nacionais relataram a dificuldade de organização e articulação da pauta da defesa da comunicação frente à conjuntura nacional de ataques e retrocessos em todas as áreas desde o processo do golpe de 2016 e aprofundados desde a eleição de Bolsonaro. Apesar do atual contexto político, foram apresentadas experiências positivas dos estados, principalmente no sentido de ampliar o Fórum para novos coletivos e novos espaços, além de debates temáticos e atividades de formação. 

Também foram trazidos desafios locais como a luta contra as Lei da Mordaça nos Estados, barrado novamente no Espírito Santo e que corre risco de ser aprovado em Minas Gerais “entendemos que a luta contra a Lei da Mordaça e a Escola sem Partido é prioritária dentro da Campanha Calar Jamais!” Clara Barreto do Simpro-MG e do Comitê de Minas Gerais. A necessidade de ampliar a discussão da comunicação e seu papel no quadro mundial, em especial nos processos eleitorais, também foram levantados “Entender melhor o que está acontecendo aqui [no Brasil], no mundo, e o que podemos fazer para mudar este cenário” Katia Marko, Sindicato dos Jornalistas-RS e Comitê Gaúcho. E a oportunidade da atuação dos comitês locais nas Eleições municipais do próximo ano “criação de plataformas com políticas públicas no âmbito do município a serem apresentadas aos candidatos do executivo e legislativo nas cidades” Larissa Gould, Barão de Itararé e Comitê São Paulo, foram algumas das propostas apresentadas. 

Estiveram presentes representações de Minas Gerais, São Paulo, Sergipe, Maranhão, Rondônia, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Ceará, Pernambuco, Bahia, Paraná e Distrito Federal, além de entidades nacionais como o Barão de Itararé, Fasubra, UNE, Intervozes, Contag, CUT e CTB. 


O Encontro segue até o domingo dia 20, na Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro – São Luís, MA.

Confira a programação:

Sexta-feira, 18 de outubro

9h/12h – Painéis Temáticos 4º ENDC – Parte 1

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (RuaRua Grande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

— O papel da comunicação na resistência democrática

Paulo Salvador – diretor da TVT e coordenador da Rede Brasil Atual (RBA)

Geremias dos Santos – presidente da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço)

Werinton Telles – vice-presidente da Associação Brasileira de Canais Comunitários (ABCom)

Kátia Passos – jornalista, uma das fundadoras da rede Jornalistas Livres

— Violação de Direitos Humanos na Mídia

Ana Potyara – diretora da ANDI Comunicação e Direitos

Ana Veloso – professora da UFPE e coodenadora do Observatório Mídia

— O monopólio da mídia e o ataque aos direitos sociais

Ricardo Alvarenga – professor da Faculdade Estácio de São Luís

Vinicius Santos Soares – diretor de comunicação da ANPG

Adriana Oliveira Magalhães – diretora de comunicação da CUT-SP

— O papel da Cultura na resistência democrática

Joãozinho Ribeiro – cantor, compositor e poeta maranhense

Manoel Rangel – cineasta e ex-diretor-presidente da Ancine

Émerson Maranhão – diretor de cinema

12h/13h30 – Intervalo

13h30/17h30 – Painéis Temáticos 4º ENDC – Parte 2

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (RuaGrande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

— Comunicação Pública como promotora da diversidade e pluralidade

Flávio Gonçalves – diretor-geral das emissoras públicas TVE Bahia e Rádio Educadora FM

Melissa Moreira – professora de Comunicação Social da UFMA

Mara Régia – jornalista e apresentadora do programa Viva Maria, da Rádio Nacional de Brasília

Juliana Cézar Nunes -coordenadora-geral do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e integrante da Cojira-DF

— Fake news: a desinformação como tática politica

Iara Moura – diretora do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social

Maria José Braga – presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj)

Márcio Jerry – jornalista de deputado federal, ex-secretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos do Maranhão

— Proteção de comunicadores em tempos de autoritarismo

[...]

Artur Romeo – jornalista, coodenador de ceomunicação do escritório para a América Latina da Repórteres Sem Fronteiras (RSF)

Angelina Nunes – jornalista, mestre em Comunicação e ex-presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji)

Thiago Firbida – coordenador do programa de Proteção e Segurança da ARTIGO 19

Josiane Gamba – coordenadora da Socieda Maranhense de Direitos Humanos (SMDH)

— A mídia, a operação Lava Jato e a destruição do Estado Democrático de Direito

Fábio Palácio – professor do Departamento de Comunicação da UFMA

Maria Inês Nassif – jornalista, uma das autoras do livro “Relações Obscenas”, que analisa as revelações da Vaza-Jato

Silvio Luiz de Almeida – jurista, doutor e pós-doutor em Direito pela USP

Sócrates Niclevisk – advogado e membroda coordenação executiva do núcleo da ABJD Maranhão

19h – Ato Político em Defesa da Liberdade de Expressão

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (RuaGrande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

Sábado, 19 de outubro

9h/10h30 – CONFERÊNCIA: Os desafios para o exercício da liberdade de expressão numa sociedade hiperconectada

Nick Couldry – sociólogo e professor da London School of Economics and Political Science(por videoconferência)

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (RuaGrande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

10h30/12h30h – CONFERÊNCIA: A naturalização e institucionalização da censura no Brasil

Leandro Demori – editor-executivo do The Intercept Brasil

Dennis de Oliveira – professor livre-docente em Jornalismo, Informação e Sociedade da da ECA/USP

Renata Mielli – coordenadora-geral do FNDC

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (Rua Grande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

12h30/14h – Intervalo

14h/16h – CONFERÊNCIA: Democracia roubada – discurso de ódio, desinformação e as plataformas monopolistas digitais

Martín Becerra – professor titular das Unniversidades de Quilmes (UNQ) e de Buenos Aires (UBA)

Sérgio Amadeu – sociólogo, doutor em ciência política pela USP e professor da UFABC

Lola Aronovich – professora da UFC e autora do blog Escreva Lola Escreva

Ana Claudia Mielke – secretária-geral do FNDC e diretora do Coletivo Intervozes

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (Rua Grande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

19h – Programação cultural

Local: a confirmar

Domingo, 20 de outubro

Local:Faculdade Estácio de Sá – Campus Centro (RuaGrande/Oswaldo Cruz, nº 1.455, São Luís/MA)

9h/11h – Rodas de conversa temáticas

11h – Cerimônia de Premiação da Campanha de Vídeos Internet Direito Seu!

11h30/12h30 – Leitura e aprovação da Carta de São Luís

13h – Encerramento do 4ºENDC

*Programação sujeita a alterações e atualizações.

O post Democratização da Comunicação: Fórum Nacional debate desafios para o próximo período apareceu primeiro em Jornalistas Livres.

Leia o texto completo em Jornalistas Livres