Jornalistas Livres

Clique para compartilhar o link do texto original

Chama-se Smartmatic a empresa venezuelana que o governo argentino de Maurício Macri contratou para fazer a apuração rápida das eleições argentinas. Guarde esse nome. Quando houve as eleições primárias argentinas, em 11 de agosto, o sistema da Smartmatic repentinamente “caiu” durante uma hora e meia, impedindo que até as 22h30 se confirmasse a derrota espetacular de Macri frente ao peronismo de Cristina e Alberto Fernández. Para piorar, até o momento a Smartmatic não revelou qual o software que será usado para a sua apuração e nem divulgou outra informações técnicas que permitam aos partidos que estão na disputa auditar os resultados à medida em que sejam divulgados.

As eleições argentinas deste ano incluirão duas contagens diferentes dos votos. A primeira contagem, que se iniciará assim que as urnas forem fechadas, estará sob a responsabilidade da empresa Smartmatic, com base no envio digital de imagens dos resultados apurados para o Correio Argentino e uma Sucursal Eleitoral Digital. Caberá a esses entes enviar os resultados parciais para a Smartmatic que os totalizarão e darão publicidade pela internet, no endereço https://www.resultados2019.gob.ar/  (coloque essa URL nos seus favoritos, para  acompanhar)

As atas eleitorais, produzidas em cada um dos 15 mil centros de votação habilitados, serão a base da apuração definitiva, e levarão em conta as observações e impugnações, assim como os votos dos cerca de 300.000 eleitores habilitados que vivem no exterior e dos presos, além das forças de segurança envolvidas no processo eleitoral. Esses votos não estão incluídos na apuração provisória feita pela Smartmatic. O resultado definitivo deverá ser conhecido na terça-feira.

O ministro do Interior argentino, Rogério Frigerio, disse em uma entrevista na Casa de Governo que a apuração provisória será “a mais rápida da história” e assegurou que à meia noite do domingo serão conhecidos 90% dos resultados de todo o país.

“O valor de uma apuração não é dado pela velocidade, mas sim por sua segurança, pela certeza de que os dados estão corretos”, disse Jorge Landau, responsável da Frente de Todos para a apuração eleitoral.

O receio dos peronistas é que ocorra incompatibilidade entre os resultados obtidos na apuração provisória e na definitiva, o que poderia lançar uma sombra de dúvidas sobre a eleição e aprofundar a crise econômica gravíssima em que o governo Macri mergulhou a Argentina.

[...]

Infografia comparando os resultados econômicos dos governos Macri e Cristina. Fonte: Grupo Editorial Perfil

Infografia comparando os resultados econômicos dos governos Macri e Cristina. Fonte: Grupo Editorial Perfil

Leia mais sobre as eleições argentinas aqui:

Por que a chapa peronista de Alberto Fernandez e Cristina Kirschner pode vencer as eleições argentinas

O post Um fantasma ronda a eleição presidencial argentina. O da fraude apareceu primeiro em Jornalistas Livres.

Leia o texto completo em Jornalistas Livres