Nocaute

Clique para compartilhar o link do texto original

Dois dias depois da realização das eleições, no domingo passado, os bolivianos ainda não sabem com certeza absoluta que Evo Morales é o presidente da República pela quarta vez. Isso porque a contagem dos votos estancou nos 95% dos votos apurados. A oposição, de direita, representada pelo candidato Carlos Mesa, não reconheceu a vitória e manifestantes simpatizantes de Mesa saíram às ruas em protesto, inclusive ateando fogo no prédio do Tribunal Eleitoral de Sucre, a capital administrativa da Bolívia.

Os partidários de Morales, que já comemorou a vitória, disseram que não há mais possibilidade de uma virada porque os redutos que faltam computar os votos são todos, praticamente cem por cento, pró-Evo.

[...]

Leia o texto completo em Nocaute