Nocaute

Clique para compartilhar o link do texto original

Vai chegando ao fim o Ano do Cão. Desde o primeiro dia de 2019 o Brasil vem comendo o pão que o diabo amassou. O governo eleito fraudulentamente com o uso criminoso de fake news destrói a cultura, a soberania e os mais elementares direitos dos trabalhadores. Mas o pau que bateu nos democratas também bateu em Bolsonaro. 

Com a grande imprensa silente ou cúmplice, foram os blogs e sites – The Intercept à frente – que expuseram à luz do sol as entranhas de um governo de milicianos. A revelação de delitos e promiscuidades de setores do Judiciário, do Ministério público e da Polícia Federal desnudou o rei e seus lacaios, uma societas sceleris organizada para destruir a Democracia.

Modestamente, contando apenas com recursos esquálidos vindos de colaboradores do Brasil e do exterior, o Nocaute – o Blog do Fernando Morais – conseguiu sobreviver à treva e à tempestade. 

Contra todas as adversidades, 2019 foi um ano de vitórias para nós, a começar pelo recebimento do troféu Youtube por termos alcançado 100 mil seguidores – marca que já superamos. Não buscamos dinheiro, fama ou prestígio. Decidimos resistir com um só objetivo: lutar pela preservação dos valores democráticos e denunciar as iniquidades de um país que desce a ladeira.

Chegou a hora de todos, inclusive nós, do Nocaute, descansarmos um pouco. Até os primeiros dias de janeiro estaremos em um curto e merecido recesso. Mas sempre cochilando com um olho aberto: se nesse ínterim algo grave ocorrer, estaremos no ar.

Chegou a hora de colher frutos e preparar o terreno para colheitas ainda mais ricas no ano que está chegando.

Nossa palavra principal, nosso abraço inoxidável é para os que nos mantiveram de pé e não nos deixaram jogar a toalha. Agradecemos a cada colaborador, a cada internauta, a todos aqueles que ajudaram o Nocaute a continuar firme e forte. 

Devemos nossa sobrevivência aos doadores e sobretudo aos nossos colunistas, redatores, repórteres, cinegrafistas e fotógrafos que, trabalhando a leite de pato, mantiveram intacta a trincheira do Nocaute. 

[...]

O ano de 2020 pode chegar logo, que estamos preparados. Com a corda toda, com novas ideias, novos projetos, novas ambições e a certeza de que vamos continuar trabalhando para realizar os sonhos e recuperar a esperança de cada brasileiro.

Como aperitivo do que estamos programando para vocês, decidimos fechar o ano com chave de ouro, inaugurando a coluna semanal “Poemas Pugilísticos”. Artista gráfico do primeiro time, doutorando em Literatura Brasileira pela USP e poeta de mão cheia, o autor Marcílio Godói vai trazer para o ringue, sob a forma de poesia, reflexões sobre os dias de hoje, aqui e no resto da galáxia. Não perca o primeiro round, no pé da página.   

Para que você não fique muito longe do Blog nesses dias que vão do Natal ao Ano Novo, selecionamos também os trabalhos mais marcantes do Nocaute – uma espécie de “Vale a pena ver de novo” dos democratas. Vejam, revejam e desfrutem. Na primeira semana de janeiro estaremos aqui de novo, remando contra o vento e a maré. De mãos dadas com vocês, sempre.

Como dissemos no título, que venha 2020, estamos preparados.

A equipe do Nocaute

O post Pode vir, 2020. <br>Estamos preparados.<br> apareceu primeiro em Nocaute.

Leia o texto completo em Nocaute