Nocaute

Clique para compartilhar o link do texto original

O vídeo que insinua que Jesus Cristo teria vivido experiências homossexuais deixou de ser transmitido na quarta-feira (8) após a Justiça do Rio de Janeiro atender ao pedido de uma associação católica.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu nesta quinta-feira (9) decisão liminar (provisória) para autorizar a Netflix a exibir o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”.

Em nota oficial o ministro afirmou que: “Não se descuida da relevância do respeito à fé cristã (assim como de todas as demais crenças religiosas ou a ausência dela). Não é de se supor, contudo, que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de 2 (dois) mil anos, estando insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros”.

O desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou na tarde de quarta-feira (8), a retirada do ar do especial de natal após pedido da associação católica Centro Dom Bosco de Fé e Cultura.

[...]

Leia o texto completo em Nocaute