O Cafezinho

Clique para compartilhar o link do texto original

Reuters — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que pode buscar criar um novo partido se decidir deixar o PSL, legenda pela qual se elegeu no ano passado, mas que vive uma disputa interna entre uma ala bolsonarista e outra que defende o presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PE).

“O ideal, numa situação dessa, se por ventura não se chegar a um acordo, é um novo partido, que agora, segundo informações que eu tive, você pode colher as assinaturas de forma eletrônica, e eu não teria dificuldades de criar um partido nesse sentido”, disse Bolsonaro a jornalistas nos Emirados Árabes Unidos, uma das paradas de uma viagem por países da Ásia e do Oriento Médio.

Segundo Bolsonaro, a situação do PSL “é grave”. Na semana passada o partido abriu processo disciplinar contra 19 deputados do grupo bolsonarista, entre eles o filho do presidente Jair Bolsonaro e líder da legenda na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP), agravando ainda mais a crise interna.

[...]

A guerra interna no PSL tem como motivo velado o controle sobre o fundo eleitoral que a legenda —um partido nanico até a eleição do ano passado e que hoje tem a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados— terá à disposição na eleição municipal do ano que vem, da ordem de 200 milhões de reais.

O post Bolsonaro diz que pode criar novo partido se não resolver impasse com PSL apareceu primeiro em O Cafezinho.

Leia o texto completo em O Cafezinho