O Cafezinho

Clique para compartilhar o link do texto original

O candidato peronista Alberto Fernández, que tinha como vice em sua chapa a ex-presidente Cristina Fernández, ganhou as eleições na Argentina no 1º turno.

Com 97% das urnas apuradas, Fernandez obteve 12,46 milhões de votos, ou 48,1% dos votos válidos, contra 10,4 milhões de votos, ou 40,4% da chapa de Maurício Macri.

O novo governo enfrentará muitas dificuldades financeiras, herdadas da administração atual, além de um terrível ataque especulativo que já começou a bombardear as finanças do país. O Banco Central argentino está tomando medidas drásticas para conter a fuga de dólares do país.

O presidente Jair Bolsonaro, que está nos Emirados Árabes, declarou que não pretende “felicitar” o novo governante eleito na Argentina, e que prefere esperar para ver “que política adota”.

Bolsonaro disse ainda que a Argentina poderia ser “afastada do Mercosul”, caso Fernández não siga a linha adotado pelo governo Macri e não reconheça o acordo de livre comércio entre o bloco e a União Europeia.

O presidente do Chile, o conservador Sebastián Piñera, seguiu na linha contrária de Bolsonaro e cumprimentou educadamente o povo argentina por sua escolha.

Abaixo, eu separei alguns paineis divulgados pelo jornal Pagina 12, com os resultados das eleições no país. O primeiro painel é o resultado geral das eleições presidenciais. Os outros painéis se referem às eleições legislativas, para os governos, e por fim, o resultado das eleições presidenciais na província e na cidade de Buenos Aires.

 

O post Fernandez ganha no 1º turno apareceu primeiro em O Cafezinho.

Leia o texto completo em O Cafezinho