O Cafezinho

Clique para compartilhar o link do texto original

A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou hoje os dados fiscais até setembro.

Os números que mais chamam a atenção são a queda abrupta dos investimentos do governo central, que totalizaram apenas R$ 49,7 bilhões no acumulado de 12 meses, ou 0,69% do PIB.

Segundo o Tesouro, a dívida pública brasileira deverá crescer até 81,8% em 2022 e depois deve voltar a cair. Hoje, ela está em 80,8%.

 

[...]

No acumulado de 9 meses até setembro, os investimentos do governo central caíram para 27,5 bilhões, contra R$ 33,1 bilhões no mesmo período de 2018, e muito distante dos R$ 83,1 bilhões investidos em 2014.

 

O gráfico com evolução das despesas do governo central mostra uma divergência crescente entre as despesas obrigatórias e as discricionárias.

O resultado primário do governo central, no acumulado de 12 meses, alcançou um déficit de R$ 111,8 bilhões, correspondente a 1,57% do PIB.

O post Investimentos federais desabam para 0,69% do PIB em 12 meses apareceu primeiro em O Cafezinho.

Leia o texto completo em O Cafezinho