Opera Mundi

Clique para compartilhar o link do texto original

A tentativa de golpe de Estado promovida por setores da oposição na Bolívia avançou sobre meios de comunicação estatais e ligados ao movimento sindical. A emissora Bolívia TV e a rádio Pátria Nova tiveram seu sinal cortado pelos golpistas neste sábado (09/11) e José Aramayo, diretor de rádio ligada à Confederação de Trabalhadores Campesinos (CSUTCB) foi amarrado em uma árvores pelos oposicionistas. O presidente Evo Morales fez um chamado pelo diálogo com os três partidos de oposição que conseguiram eleger deputados nas últimas eleições, mas apenas um aceitou. A Bolívia TV e a rádio Pátria Nova, canais estatais bolivianos, foram invadidos por manifestantes no meio da tarde deste sábado. Os jornalistas e trabalhadores das redes foram ameaçados de morte caso não fossem interrompidas as transmissões. A Defensoria Pública chegou ao local e garantiu que os funcionários pudessem deixar o local com segurança.A presidente da rede teleSur usou o Twitter para denunciar o ataque e publicar fotos do cerco montado. “Desalojam a TV estatal da Bolívia. Isso impede o trabalho dos jornalistas e bloqueia a capacidade de gerar informações sobre a situação do país”, postou.Um pouco mais tarde, foi a vez da Confederação Sindical Única dos Trabalhadores Campesinos da Bolivia (CSUTCB) ser irrumpiada por golpsitas, que levaram o diretor da rádio “Comunidade”, que funciona na sedes da CSTUTCB, e o amarraram em uma árvore.

[...]

Leia o texto completo em Opera Mundi