Opera Mundi

Clique para compartilhar o link do texto original

Coletivos políticos brasileiros em diversos países do mundo realizam no próximo dia 27 de outubro o Lula Day, data em que se comemora o aniversário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na qual se pretende reiterar o pedido de liberdade do petista, preso desde abril de 2018 na sede da Polícia Federal em Curitiba.Eventos estão confirmados na Espanha (Madrid), Portugal (Lisboa), França (Paris), Itália (Verona, Ravena e Bolonha), Alemanha (Berlim), Inglaterra (Londres), Estados Unidos (Nova York) e na Bélgica.No Brasil, movimentos populares e partidos políticos também aderiram à proposta e devem realizar atos pela liberdade do ex-presidente em diversos pontos do país no dia do seu aniversário.FORTALEÇA O JORNALISMO INDEPENDENTE: ASSINE OPERA MUNDI“Lula não pode ser esquecido, tem que ficar na memória por tudo o que ele fez pelo nosso Brasil”, defende ativista Giuditta Ribeiro, uma das idealizadoras do evento. “Eu acho que [o Lula Day] deve ser um memorial, um legado, que nós todos devemos levar avante para aqueles que estão por vir conhecerem sua história”, reforça a militante.O "Mandela Day", usado como inspiração para os movimentos que defendem o ex-presidente Lula, é comemorado todo 18 de julho, dia de nascimento do ex-mandatário da África do Sul. Ele ficou conhecido pela luta contra o Apartheid, regime de segregação entre brancos e negros em seu país. A data comemorativa foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em novembro de 2009, reconhecendo a contribuição de Mandela “para a cultura, paz e liberdade” e “dedicação ao serviço da humanidade através de seu trabalho nas áreas de resolução de conflitos relações inter-raciais”.’Eu acho que o Lula Day deve ser um memorial’, diz uma das idealizadoras (Fernando Carvall) 

[...]

Leia o texto completo em Opera Mundi