Opera Mundi

Clique para compartilhar o link do texto original

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (03/01) que o general iraniano Qasem Soleimani, morto durante um bombardeio ordenado pelo próprio mandatário norte-americano na noite desta quinta-feira em Bagdá, capital do Iraque, "deveria ter sido eliminado há muitos anos".Segundo Trump, "Soleimani era odiado e temido dentro do país" e que a população iraniana não está triste com a morte do militar.O mandatário ainda acusou o general de ser responsável pela morte de "milhares de americanos" e de estar "conspirando para matar muitos mais"."O General Qassem Soleimani matou ou feriu gravemente milhares de americanos por um longo período e estava conspirando para matar muitos mais… mas ele foi pego!", disse o presidente dos EUA pelo Twitter.

[...]

Leia o texto completo em Opera Mundi