Rede Brasil Atual

Clique para compartilhar o link do texto original

São Paulo – O desafio da rasteira, ou “quebra-crânio”, pode provocar a morte ou traumas e lesões irreversíveis à cabeça e à coluna vertebral, alerta a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN). A brincadeira arriscada, que vem se alastrando entre crianças e adolescentes nas escolas e nas redes sociais, preocupa pais e especialistas.

Nela, duas pessoas convidam uma terceira a saltem juntas e, no momento do pulo, a “vítima” recebe uma dupla rasteira. Surpreendida, a pessoa sequer tem tempo de se proteger da queda com os braços.

O impacto da queda pode causar fratura nas vértebras e danos irreversíveis na coluna, com limitação dos movimentos do corpo e do desemprenho cognitivo da pessoa. Os neurocirurgiões afirmam que toda a sociedade deve agir para “interromper” a disseminação da brincadeira mortal, prevenindo a ocorrência de novas vítimas.

[...]

“O que parece ser uma brincadeira inofensiva, é gravíssimo e pode terminar em óbito. Os responsáveis pela ‘brincadeira’ de mau gosto podem responder penalmente por lesão corporal grave e até mesmo homicídio culposo”, diz a SBN em nota.

O post Desafio ‘Quebra-crânio’ mata, alerta Sociedade Brasileira de Neurocirurgia apareceu primeiro em Rede Brasil Atual.

Leia o texto completo em Rede Brasil Atual