Rede Brasil Atual

Clique para compartilhar o link do texto original

São Paulo – No jogo de futebol que foi considerado uma celebração das forças progressistas e democráticas do país,  os amigos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do cantor Chico Buarque venceram os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) por 2 a 1 . Lula e Chico foram os autores dos gols dos vencedores, ambos de pênalti.  O deputado Nilto Tatto (PT-SP) fez o gol pelo MST.

A partida – e a festa – foi jogada no campo Doutor Sócrates Brasileiro, na Escola Nacional Florestan Fernandes, centro de formação política daquele movimento social. em Guararema-SP.

Cerca de 4 mil pessoas, entre militantes, ativistas, políticos, artistas e juristas estiveram presentes. Entre os jogadores, nomes como o ex-governador da Bahia Jaques Wagner, os músicos Chico César, Otto, Renato Brás e Carlinhos Vergueiro, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, o vereador Eduardo Suplicy (bastante aplaudido), o advogado Cristiano Zanin, o ex-jogador Afonsinho e outros.

“Artilheiro” da equipe dos amigos do MST, Nilto Tato ressaltou que  celebração deste domingo representa a esquerda no Brasil, solidária e generosa. “Pra você ter uma ideia, tinham crianças, jovens, mais velhos no campo, mulheres, homens. E o gol que eu tive a alegria de fazer, ele é um gol que teve a marca mesmo da democracia e da generosidade que também tem na esquerda hoje, com passe do Juliano [Medeiros] do Psol.”

“Muito importante encerrar esse ano com o retorno do ex-presidente Lula e participar desta festa é um momento de grande alegria”, disse o coordenador da Central dos Movimentos Populares (CMP), Raimundo Bonfim. “Foi um ano difícil, mas também de muita resistência e perseverança. E nós temos que recarregar nossas baterias, porque em 2020 nós teremos várias batalhas em defesa da classe trabalhadora e do povo brasileiro e da democracia e estamos bastante otimistas”, afirmou o ativista, que disse ter preferido “ficar mais na torcida”, em vez de jogar.

[...]

Rose Gaspar, da executiva estadual do PT em São Paulo, foi árbitra do jogo durante parte do tempo, depois de substituir Juca Kfouri, que começou apitando. Para ela, o evento marcou uma significativa união das forças de esquerda do país. “Nós precisamos continuar trabalhando. Não podemos esmorecer em um só momento”, disse a secretária de mobilização do partido.

Para a filha de Lula, Lurian da Silva, o jogo foi uma representação da luta para a libertação do ex-presidente: “Ele estar livre pra gente já é uma simbologia, pra gente que sofreu muito. Não só o povo brasileiro, mas a família em particular, que teve todo o sofrimento, as ofensas, as agressões. Então, pra gente tem uma simbologia muito grande. É maravilhoso poder estar aqui.”

Ao fim da partida, o jornalista Juca Kfouri comemorava sua participação em mais um evento que marcou a luta em defesa dos direitos dos trabalhadores do país e deixou recado para o novo ano. “Que o ano que vem a gente faça esse jogo comemorando a eleição de prefeitos democráticos e progressistas pelo Brasil inteiro.”

Com informações do Brasil de Fato

O post Em jogo de futebol, Lula, Chico Buarque e amigos celebram união das forças progressistas apareceu primeiro em Rede Brasil Atual.

Leia o texto completo em Rede Brasil Atual