Rede Brasil Atual

Clique para compartilhar o link do texto original

São Paulo – Os trabalhadores do serviço público são uma garantia de que o Estado funcione independentemente de quem seja o governo de ocasião. Atacar a estabilidade do funcionalismo é submeter o funcionamento dos poderes – em cidades, estados e na União – ao dirigente de plantão. O comentário do sociólogo Jessé Souza, em seu canal do YouTube, traça uma crítica ao discurso do ministro da Economia, Paulo Guedes, segundo o qual é preciso reduzir “despesas” com os salários de servidores. Mas a estabilidade atrapalha.

O pensamento de Guedes revela desconhecimento, ou desinteresse, pela qualidade da gestão. Guedes, observa Jessé Souza, que cortar gastos da União para sobrar dinheiro que “honre” compromissos da dívida com os bancos.

“Depois de fazer a reforma da Previdência para entregar aos bancos essa grana (que o governo diz que vai economizar’), ele que fazer economia com os salários dos servidores. E para quê? Para que sobre mais dinheiro para o pagamento dos bancos. Os bancos querem enxugar os gastos do Estado, para que o Estado possa ter seu orçamento dirigido aos bancos”, diz Jessé, ao comentar entrevista do ministro à Folha de S. Paulo. “E Guedes está lá a serviço desse pessoal. Ele é um estafeta desse pessoal.”

[...]

Assista ao comentário

O post Jessé Souza: ‘Paulo Guedes está a serviço dos bancos. Ele é um estafeta desse pessoal’ apareceu primeiro em Rede Brasil Atual.

Leia o texto completo em Rede Brasil Atual