Revista Fórum

Clique para compartilhar o link do texto original

Em reunião com empresários em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, na manhã deste domingo (27), Jair Bolsonaro fez cara de paisagem ao não receber a tradução das falas dos representantes locais, feitas em árabe, mas ressaltou que sua “fisionomia” demonstrava satisfação e que sabia que “era boa coisa a respeito do Brasil”, que estavam falando. Sem um tradutor oficial na comitiva, o presidente saiu da reunião sem entender o que foi dito.

“Obviamente, minha fisionomia demonstrava satisfação. Sabia, mesmo sem entender o que estava sendo falado, que era boa coisa a respeito do Brasil”, disse a jornalistas, que também não tiveram as falas traduzidas.

Em seu discurso, traduzido aos árabes, Bolsonaro adulou os empresários em busca de investimentos principalmente no setor petrolífero.

[...]

“Está um homem de coração aberto, estendendo a mão aos senhores, pedindo que confiem em nosso país”, implorou aos cerca de 500 empresários, sendo 100 deles brasileiros.

Diferentemente do que prega e da forma como age, Bolsonaro descreveu o Brasil como “um país de todas as raças, de todas a religiões, que comporta gente do mundo todo e convive em perfeita harmonia”.

Leia o texto completo em Revista Fórum