Revista Fórum

Clique para compartilhar o link do texto original

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, sofreu uma importante derrota neste domingo (13) ao ver seu partido Fidesz perder o comando da capital do país, Budapeste. Nas redes sociais, oposicionistas comemoraram a vitória e compararam com o revés sofrido pelo presidente da Turquia Recep Tayyip Erdoğan nas eleições legislativas.

Vários partidos contrários a Orbán se uniram em torno da candidatura de Gergely Karacsony, que conseguiu 50,6% dos votos contra Istvan Tarlos que alcançou apenas 44,3%. Tarlos integra o Fidesz e comandava a capital desde 2010.

O resultado é tido como a primeira derrota expressiva do premiê em mais de uma década. Além da capital do país, há a expectativa de que a oposição consiga derrubar o premiê em outras grandes cidades da Hungria.

[...]

O Fidesz, no entanto, deve conseguir a maioria das prefeituras com vitórias em municípios pequenos e médios.

Orbán é um dos aliados mais efusivos do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Na última terça-feira, os dois governos participaram de conferência em que prometeram uma maior cooperação por partilharem “valores e visões de mundo” em comum.

Leia o texto completo em Revista Fórum