Sul 21

Clique para compartilhar o link do texto original

Débora Fogliatto Nem Kadi nem Loúá tinham como objetivo se tornar empreendedores ou comerciantes quando chegaram ao Brasil. Atualmente, cada um deles é dono de uma loja de roupas africanas em Porto Alegre. Assim como diversos imigrantes que abrem negócios relacionados a suas culturas – como historicamente existem no Brasil os restaurantes chineses e árabes […]

[...]

Leia o texto completo em Sul 21