Viomundo

Clique para compartilhar o link do texto original

por Beatriz Cerqueira*

A gente não para de surpreender neste país.

E para pior, infelizmente.

Nessa quarta-feira, 22/10, alertada por colegas busquei no Google o significado da palavra professora.

Inacreditável. Li e reli. vejam com os próprios olhos:

É isso mesmo que vocês leram. O Google dá dois significados para a palavra professora.

Uma delas:  prostituta com quem adolescentes se iniciam na vida sexual.

Meu profundo respeito às prostitutas. Mas é inaceitável que tentem fazer essa relação conservadora contra nossa profissão.

[...]

Existe uma conotação ideológica por trás disso e nós precisamos nos revoltar.

Tanto que, se buscarem pela palavra no masculino, professor, descobrirão que o tratamento é muito diferente.

Diz que professor é aquele que ensina, ministra aulas (em escola, colégio, universidade, curso ou particularmente).

Outro significado: aquele que professa uma crença, uma religião.

Daí o meu repúdio veemente ao termo apresentado pelo site de busca Google.

Tem mais. Quem admite ou faz vista grossa corrobora corrobora com esse absurdo

*Beatriz Cerqueira é deputada estadual (PT-MG), presidenta da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da ALMG e diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG).

Leia o texto completo em Viomundo