Viomundo

Clique para compartilhar o link do texto original

Da Redação

Um dos líderes da oposição na Bolívia, Luis Fernando Camacho, acaba de entregar uma carta no palácio presidencial em La Paz para que Evo Morales assine sua renúncia.

A notícia foi divulgada pelo diário El Deber, de Santa Cruz de la Sierra, tradicional centro de oposição ao presidente.

Camacho foi ao palácio sob forte proteção policial.

[...]

Momentos antes, no que pode ter sido uma ação coordenada, o comandante das Forças Armadas, William Kalliman, disse que a renúncia de Evo seria muito importante para “pacificar” a Bolívia.

Em seguida, o chefe da polícia fez o mesmo.

Algumas horas antes, numa base militar em El Alto, Morales havia convocado novas eleições, depois que a Organização dos Estados Americanos (OEA) afirmou ter constatado indícios de fraude na reeleição em primeiro turno de Evo para um quarto mandato.

Leia o texto completo em Viomundo